Facebook Sesmo Instagram Sesmo LinkedIn Sesmo
ÁREA DO CLIENTE
TESTE GRÁTIS
HOME
QUEM SOMOS
SOLUÇÕES
CASES
BLOG
CONTATO

 

Doenças ocupacionais: como evitá-las?

Toda função oferece riscos ao trabalhador. Mesmo o trabalho em escritório não está isento do surgimento de doenças ocupacionais. De estresse a problemas físicos que podem gerar afastamentos, a melhor maneira de evitá-las é conhecer suas causas para poder preveni-las.

Doenças ocupacionais: como evitá-las: mulher massageando o pulso.

Doenças ocupacionais são aquelas “produzidas, adquiridas ou desencadeadas pelo exercício da atividade ou em função de condições especiais de trabalho”, segundo a Associação Nacional de Medicina do Trabalho (ANAMT). Elas podem ser adquiridas por exposição a agentes químicos, repetição de movimentos e outros fatores, como a má postura.

Segundo o estudo Saúde Brasil 2018, realizado pelo Ministério da Saúde, as Lesões por Esforços Repetitivos (LER) e os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT) são as doenças ocupacionais que mais afetam trabalhadores brasileiros.

Doenças ocupacionais mais comuns: LER e DORT

Entre 2007 e 2016, 67.599 casos de LER e DORT foram reportados ao Ministérios da Saúde. As LER estão relacionadas à repetição de movimentos por tempo prolongado. Já os DORT, podem ser provocados por movimentos repetitivos, má postura e carregamento de peso excessivo. Algumas das doenças mais conhecidas são a tendinite, bursite, mialgia e a dorsalgia, dor na coluna (geralmente associada a movimentos repetitivos e levantamento excessivo de peso).

Doenças ocupacionais: como evitá-las: homem carregando peso excessivo.

Além da dor e sensação de peso que podem causar, a gravidade das doenças pode incapacitar o trabalhador, acarretando o afastamento.

Pressão psicológica também pode desencadear as lesões, que podem ser prevenidas com algumas ações:

  • Adequação do mobiliário para evitar a má postura;
  • Prática de ginástica laboral e incentivo a atividades físicas, que fortalecem os músculos e trabalham a postura;
  • Pausas e descanso durante o trabalho.

Transtornos auditivos e problemas na visão

Perda auditiva e problemas de visão podem ser causados por exposição a ruídos e a agentes químicos, físicos e biológicos.

Os problemas de visão podem ser causados até mesmo por sobrecarga, acarretando perda de visão parcial ou total.

Já em relação a transtornos auditivos, podem ser também perda parcial ou total da audição. A principal causa é a exposição prolongada e intensa a ruídos, como em canteiros de construção e operação de máquinas.

A melhor forma de prevenção é o uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como óculos e protetores auriculares. Além disso, em caso de produtos químicos, locais bem ventilados e máscaras para proteger contra a inalação fazem parte da prevenção de doenças ocupacionais.

Dermatose ocupacional

A doença provoca alterações na pele e mucosa do trabalhador. Pode ser causada por exposição a agentes químicos, físicos e biológicos. Entre as mais comuns estão as ulcerações, dermatites de contato e infecções.

Assim como outras doenças, seu tratamento pode requerer o afastamento do trabalhador, e a melhor forma de prevenir é utilizar os EPIs adequados, como luvas e roupas próprias para a realização da atividade laboral.

Doenças respiratórias

A aspiração de pequenas partículas de certos compostos pode causar diversas doenças respiratórias, como asma ocupacional, silicose e antracnose.

Trabalhadores de canteiros de construção civil e atividades de mineração de carvão e ferro, além de trabalhadores da indústria têxtil, são os mais suscetíveis a este tipo de doença.

O uso de EPIs específicos é fundamental para a proteção, assim como a realização de exames periódicos para acompanhar o estado de saúde dos colaboradores.

Doenças psicossociais

Essas doenças podem ser as mais silenciosas e difíceis de detectar, mas oferecem tanto perigo ao bem-estar do trabalhador quanto as doenças de caráter físico.

Também podem causar afastamento, e suas causas são as mais diversas: cobrança excessiva, insegurança, assédio, desmotivação, entre outras.

Doenças ocupacionais: como evitá-las: cobrança excessiva no trabalho.

Um ambiente hostil e que desvaloriza o trabalhador causa alto nível de estresse, ansiedade e depressão, além de tais doenças afetarem o corpo físico, dependendo de sua intensidade. Por isso, a preocupação com políticas de trabalho mais humanas tem, felizmente, crescido.

Muitas vezes, um estresse excessivo pode ser confundido com a preocupação comum e, por isso, ser detectado tardiamente. O cuidado com o bem-estar mental é fundamental!

A empresa deve impor metas alcançáveis, estimular relações saudáveis, melhorar a comunicação dos líderes com os colaboradores, ter programas contra a violência, preconceito e discriminação, além de oferecer apoio àqueles que passarem por esse tipo de situação.

Trabalhar a prevenção, seguir as Normas Regulamentadoras e valorizar os trabalhadores estão entre as formas de reduzir os índices de incidência de doenças ocupacionais, que trazem sérios riscos aos trabalhadores e prejuízos às empresas devido aos afastamentos.

Seja qual for o ramo de atividade, a aplicação dos programas de prevenção a doenças, exames periódicos e apoio psicológico são fundamentais para prevenir as doenças ocupacionais!







Logo da Sesmo



ATENDIMENTO AO CLIENTE
SUPORTE:
sesmo@sesmo.com.br

COMERCIAL:
comercial@sesmo.com.br

TELEFONES
+55 (46) 2101-1845 (SUPORTE)
+55 (46) 2101-1845 (WHATSAPP)

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO
SEGUNDA À SEXTA
8H30MIN ÀS 12HRS
13H30MIN ÀS 18HRS
HORÁRIO DE BRASÍLIA

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
ENVIAR
© 2019 | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Linking Sites.
Whatsapp da Sesmo
Fale agora com a Sesmo