X
Semana do Consumidor - Sesmo
Facebook Sesmo Instagram Sesmo LinkedIn Sesmo
ÁREA DO CLIENTE
TESTE GRÁTIS
HOME
QUEM SOMOS
SOLUÇÕES
CASES
BLOG
CONTATO

 

 

AET: Análise Ergonômica do Trabalho

O que é Ergonomia?

O termo ergonomia é originado do grego ergon - que significa trabalho, e nomos - que significa leis/normas. Segundo definição da IEA - International Ergonomics Association (Associação Internacional de Ergonomia), a ergonomia é a área responsável por entender a interação entre os seres humanos e outros elementos de um sistema, aplicando teoria, princípios, dados e métodos para projetar equipamentos e técnicas de modo a otimizar o bem-estar humano e a performance geral de um sistema.

O propósito da ergonomia é empregar técnicas de adaptação do homem as suas funções laborais, visando a comodidade e a proteção, além do aumento da produtividade no trabalho, levando em consideração as necessidades e limitações dos indivíduos.

Análise Ergonômica do Trabalho: cadastros básicos para o sistema.

NR-17

As NRs, segundo a ENIT, “são disposições complementares ao capítulo V da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), consistindo em obrigações, direitos e deveres a serem cumpridos por empregadores e trabalhadores com o objetivo de garantir trabalho seguro e sadio, prevenindo a ocorrência de doenças e acidentes de trabalho”. Atualmente existem 36 NRs, e a norma que regulamenta a AET (Análise Ergonômica do Trabalho) é a NR-17.

Essa norma visa a estabelecer parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, de modo a proporcionar um máximo de conforto, segurança e desempenho eficiente. As condições de trabalho incluem aspectos relacionados:

  1. Ao levantamento, transporte e descarga de materiais;
  2. Ao mobiliário, aos equipamentos e às condições ambientais do posto de trabalho;
  3. A organização do trabalho;
  4. Trabalho dos operadores de check-out;
  5. Trabalho em teleatendimento/telemarketing.

Para maiores detalhes, confira a NR17 completa.

Quem pode assinar a Análise Ergonômica do Trabalho - AET?

Os órgãos fiscalizadores só aceitam à AET elaborada por pessoas especializadas, em alguma extensão, em ergonomia.

As análises ergonômicas do trabalho devem ser elaboradas por ergonomistas, podendo ser estes: fisioterapeutas, engenheiros de segurança, médicos do trabalho, educadores físicos, entre outros.

Como a Análise Ergonômica do Trabalho pode ajudar?

A falta de atenção a ergonomia é um dos fatores que mais contribuem para lesões físicas em local de trabalho e lesões que se desenvolvem ao longo do tempo. Levantamento de um objeto usando uma técnica ruim, por exemplo, pode ocasionar uma lesão aguda nas costas, o uso constante do mouse sem nenhum apoio de pulso e alongamento pode resultar em uma LER (lesão por esforço repetitivo).

Análise Ergonômica do Trabalho: cadastros básicos para o sistema.

A longo prazo, quem se engaja repetidamente em movimentos não ergonômicos pode acabar sentindo desconforto, sofrendo lesões e até mesmo ficar incapacitado de realizar as funções. Os trabalhadores geralmente se sentam ou ficam de pé por longos períodos de tempo, má postura causada por um ambiente de trabalho mal ajustado leva a dor e lesão. Dor crônica no pescoço e no ombro são comumente associadas a ergonomia ruim do espaço de trabalho.

Levando em consideração que as pessoas passam maior parte de suas vidas no trabalho, um ambiente ergonomicamente correto auxilia o trabalhador a desempenhar a quantia adequada de esforço físico e mental em suas atividades diárias. Assim, a análise ergonômica do trabalho e a adaptação do ambiente ocupacional contribuem para:

Evitar doenças ocupacionais e prevenir lesões

Dores na coluna decorrentes de uma má postura, LER (Lesões por Esforços Repetitivos) e DORT (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho) podem ser evitadas com o uso de equipamentos que corrijam ou amenizem esses problemas, trazendo benefícios tanto a curto como longo prazo.

Aumentar a produtividade do trabalhador

Com uma estação de trabalho adequada e adaptada às necessidades do trabalhador bem como às especificidades da função, o desempenho do colaborador também aumenta, juntamente com sua disposição e desenvolvimento na empresa.

Diminuir os afastamentos e licenças médicas

Aplicando as técnicas ergonômicas no ambiente de trabalho a saúde e o bem-estar dos colaboradores são beneficiados, diminuindo à necessidade de afastamento decorrente de lesões resultantes da função.

Independente do tamanho da empresa, à aplicação das técnicas de ergonomia podem garantir uma boa noite de sono, tanto pro empregado quanto para o empregador. Além da satisfação e melhoria na qualidade de vida dos funcionários, a empresa evita penalizações e ressarcimento financeiro decorrente de lesões que possam gerar processo judicial contra a empresa.

A aplicação das técnicas de ergonomia deve ser tratada com comprometimento, incorporada na cultura corporativa e integrada com todos os procedimentos realizados diariamente na empresa.







Logo da Sesmo



ATENDIMENTO AO CLIENTE
SUPORTE:
sesmo@sesmo.com.br

COMERCIAL:
comercial@sesmo.com.br

TELEFONES
+55 (46) 2101-1845 (SUPORTE)
+55 (46) 2101-1845 (WHATSAPP)

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO
SEGUNDA À SEXTA
8H30MIN ÀS 12HRS
13H30MIN ÀS 18HRS
HORÁRIO DE BRASÍLIA

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
ENVIAR
© 2019 | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Linking Sites.
Whatsapp da Sesmo
Fale agora com a Sesmo